Anderson Torres tem até segunda-feira para se apresentar à Justiça

Se isso não acontecer sua extradição será pedida aos EUA

Ex-secretário do Distrito Federal tem ordem prisão decretada pelo STF

Valéria Costa
Correspondente

Brasília (ÚNICO) – Anderson Torres, ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, ainda não é considerado foragido, mas tem prazo até segunda-feira (16), para se apresentar às autoridades brasileiras.
Ele está nos Estados Unidos há quase uma semana e teve a prisão decretada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, sob a acusação de facilitar e incentivar a tentativa de golpe de estado por parte dos vândalos que depredaram a sede dos três poderes constituídos do Brasil, no último domingo (8).
Torres disse na segunda-feira (9) que retornaria imediatamente ao Brasil, o que não aconteceu até o momento. Se ele não se apresentar até a próxima segunda (16), o ministro da Justiça, Flávio Dino, já deu ordem à Polícia Federal para que inicie o pedido de extradição junto ao governo dos EUA.
Ontem (12) foi divulgado um documento encontrado em sua residência que mostra um esboço de um decreto em que sugere sugere instauração de estado de defesa no Brasil para anular o resultado das eleições em que Luiz Inácio Lula da Silva saiu vitorioso.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *