Amazonino afirma que vai criar lei para conceder auxílio de R$ 300 a 137 mil famílias

O candidato a prefeito de Manaus, Amazonino Mendes (Podemos) anunciou a moradores da Zona Norte, durante reunião virtual por meio de videoconferência, que vai conceder auxílio financeiro de R$ 300,00 a 137 mil famílias consideradas em situação de vulnerabilidade social, caso seja eleito.

Amazonino disse que esse auxílio é uma maneira de manter o equilíbrio social-econômico, com a crise que deve se agravar no próximo ano, em decorrência do aumento do índice de desemprego em Manaus e do fim do pagamento do auxílio emergencial do governo federal.
Para Amazonino, é importante socorrer as pessoas atingidas com as consequências econômicas da pandemia e auxiliar diretamente o comércio, sobretudo dos bairros de Manaus. “Hoje, grande parte das pessoas, em Manaus, conseguiu enfrentar o desemprego graças ao auxílio emergencial”, disse Amazonino Mendes, afirmando que não deixará as famílias descobertas e que a concessão do auxílio municipal será outorgada em lei, garantindo a execução do programa sem o endividamento dos cofres públicos.

Amazonino relembrou que foi o precursor da criação de programas de auxílio financeiro às famílias em extrema pobreza (com renda de até R$ 70,00), ao criar, como governador, o Cartão Direito à Vida, em 1996, que beneficiava, à época, 100 mil famílias. Como prefeito, criou o Programa Bolsa Família Municipal, para aproximadamente 55 mil famílias.
O candidato a prefeito adiantou, ainda, que o Programa Leite do Meu Filho, criado por ele na Prefeitura, será ampliado. Se eleito, Amazonino pretende dobrar o número de crianças assistidas, de 20 mil para 40 mil. “Governar é cuidar das pessoas, sobretudo das nossas crianças”, frisou.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *