Amazonas registra 11 mil casos de dengue no ano

Boletim epidemiológico aponta Jutaí com maior incidência

Durante todo o ano aconteceram seis óbitos por dengue

O boletim epidemiológico da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas a respeito da dengue – atualizado semanalmente – informou que, de janeiro deste ano até a última quinta-feira (13), foram registrados 11.345 casos da doença em todo o Estado, sendo seis óbitos.

Municípios

Segundo a FVS, os municípios com maiores taxas de incidência da dengue são Jutaí (6.046,6), Tonantins (4.753,7), Ipixuna (4.353,3), Tefé (2.690,3), Humaitá (1.935,5), Guajará (1.669,3), São Paulo de Olivença (1.493,7), Tabatinga (1.223,3), Maraã (950,9) e Iranduba (796,5).

Alto Solimões

O Informe Epidemiológico da Dengue no Amazonas apresenta também um recorte da situação na região do Alto Solimões, onde o monitoramento é realizado pelo Laboratório de Fronteiras (Lafron), da FVS-RCP. O Lafron está localizado em Tabatinga (a 1.108 quilômetros de Manaus) e monitora os casos de dengue em Jutaí, Tonantins, São Paulo de Olivença, Tabatinga, Santo Antônio do Içá, Benjamin Constant e Atalaia do Norte.

Tríplice fronteira

O monitoramento da dengue é realizado nesta região, principalmente, devido à Tríplice Fronteira, entre Brasil, Peru e Colômbia, área de importância de saúde pública em que há grande fluxo de pessoas transitando entre os países envolvidos.
Nesta região, no período de janeiro até esta quinta-feira (13/07), foram notificados 3.397 casos de dengue e foram registrados 3 óbitos pela doença.

Confira o boletim completo sobre a dengue no link abaixo:

https://www.fvs.am.gov.br/media/publicacao/13.07.2023_Dengue_AM_RAS_FVS-RCP_1.pdf


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *