fbpx

Amazonas Energia monitora 40 mil quilômetros de rede para evitar riscos causados pela vegetação

Concessionária alerta para risco de vegetação próxima à rede elétrica

Trabalho é mais intenso no inverno, quando as árvores crescem mais

A concessionária Amazonas Energia monitora mais de 40 mil quilômetros de fios da rede elétrica, em permanente trabalho de “limpeza” nas árvores e vegetação que se aproximam perigosamente da fiação. As podas não são executadas no sentido de eliminar as copas por completo. São “limpezas” preventivas em que os galhos são cortados de forma um metro da rede.
“Uma única árvore é capaz de interromper a distribuição de energia para milhares de casas e empresas. Uma trepadeira, por exemplo, pode se enroscar nos fios e afetar até o transformador. Os cuidados são redobrados em áreas próximas a subestações, porque alimentam grandes regiões da cidade”, esclareceu Thiago Côrrea, Coordenador do Departamento de Manutenção.

Crescimento vegetal

Regularmente, inspetores de campo circulam pela capital (dois na área urbana e um na área rural), observando se o crescimento das árvores representa uma ameaça. Como grande parte da cidade possui cabeamento antigo, chamado de rede “nua” (sem proteção dos fios), o material está mais suscetível ao toque. “Os novos cabeamentos, que estão sendo implantados agora pela concessionária, possuem fios isolados por borracha especial, conseguem transferir energia sem oscilação. No futuro, o número de podas será menor, porque a fiação nova convive melhor com a vegetação”, explicou Corrêa.

Período chuvoso

O trabalho é mais intenso no verão (junho, julho e agosto) porque o período chuvoso representa risco maior de acidentes durante atividades envolvendo energia, mas o acompanhamento do crescimento das árvores é constante, independente da época do ano. No verão, as plantas de grande porte chegam a crescer 15 centímetros. Já no inverno, elas disparam e podem avançar até 30 centímetros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *