Amazonas Energia ensina como economizar durante o verão

Previsão é de seca e altas temperaturas no período da seca amazônica

Calor pode aumentar a conta de luz em até 50%

O início do segundo semestre do ano sempre traz o aumento das temperaturas, que podem facilmente ultrapassar os 33°, com sensação térmica acima dos 40°. Numa análise dos últimos 7 anos, a Amazonas Energia identificou que o mês em que houve o maior consumo de energia elétrica foi setembro de 2022, quando o consumo no estado atingiu o pico de 1.929.355 kW.


Normalmente, o consumo de energia durante o verão pode crescer uma média de 13,73%, pois aparelhos de ar-condicionado e ventiladores são mais utilizados. Além destes aparelhos, geladeiras e freezers também passam a ser muito mais exigidos.

Aumento de 50%

Para que a vinda do verão não impacte gravemente a conta dos consumidores, o diretor Técnico do Interior e diretor Institucional da Amazonas Energia, Radyr Gomes, explica que nos meses de temperaturas mais elevadas o impacto pode chegar a até 50% de aumento na conta de energia elétrica. “Isso deve-se ao uso intenso do ar-condicionado, sem que haja preocupação com medidas de redução de consumo”, informa.

Consumos

Segundo Radyr, aparelhos de ar-condicionado têm consumo de energia bem parecido ao de chuveiros elétricos. A diferença está no fato de um ficar ligado por muito mais tempo que o outro. “Um aparelho de 12.000 BTUs costuma consumir 25 kWh no fim do mês, ligado somente uma hora por dia. Se ficar ligado quatro horas por dia, dependendo do ambiente, o consumo pode atingir 100 kWh/mês”.

Como reduzir o consumo?

Mas para quase tudo há uma solução. E, nesse caso, a boa notícia é que é possível, de fato, reduzir esses valores. Mas é preciso que sejam seguidos alguns procedimentos relativamente simples. Radyr explica que é de fundamental importância limpar, periodicamente, os filtros do ar-condicionado. “Também deve-se verificar se as saídas de ar não estão obstruídas e evitar que o ‘motor’ do aparelho (unidade condensadora) pegue diretamente o calor do sol. Outro ponto é verificar a carga do fluido refrigerante e se há vazamentos desse líquido”, diz o diretor da Amazonas Energia.

Veja outras dicas para o uso eficiente da energia:

• O uso diário de ventiladores e aparelhos de ar-condicionado é necessário, mas em dias com temperaturas amenas prefira ligar o ventilador. O aparelho de ar-condicionado consome mais energia. Se for usá-lo, coloque-o na temperatura 23 graus ou maior e programe para que ele desligue automaticamente;

• Desligue da tomada os equipamentos que usa esporadicamente. Sempre que deixar um ambiente, desligue a luz e faça uso da luz natural, abrindo bem janelas e cortinas;

• A geladeira corresponde em média a 30% do consumo total de uma casa. Antes de abrir a geladeira pense, no que precisa, ou seja, diminua o tempo em que a porta ficará aberta;

• Com relação ao televisor é importante não deixar o aparelho ligado sem ninguém assistindo, assim como outros eletroeletrônicos que devem ser retirados da tomada;

• Desligue o monitor do computador e programe a proteção de tela quando o equipamento não estiver sendo usado;

• Substitua lâmpadas fluorescentes compactas por lâmpadas de LED, que são muito mais eficientes, ou seja, são econômicas e duram mais;

• Junte o máximo de roupas e lavar de uma única vez, otimizando o uso da máquina de lavar; o mesmo vale para passar roupas. Quanto menos aparelhos ligados à tomada, menor será o consumo de energia.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *