Amazonas Energia descarta falta de energia nos municípios do interior

Diretor diz que usinas estão abastecidas com o óleo diesel

Manaus registra novo recorde de consumo de energia

Evaldo Ferreira
Para o ÚNICO

O abastecimento de energia elétrica nos municípios do interior do Amazonas está garantido, apesar do quadro de seca extrema nos rios do Estado e das dificuldades de navegação de balsas que levam diesel para as termelétricas (sistemas isolados) das cidades. A garantia é do diretor de Relações Institucionais da Amazonas Energia, Radyr Gomes que, em entrevista coletiva na manhã desta terça-feira (10) descartou o fantasma do racionamento nos municípios.

Iniciativas de controle

Radyr Gomes esclareceu que a concessionária tem 12 usinas (no interior) em que o transporte do combustível é feito por via terrestre e não estão sofrendo alteração por conta da estiagem: Itapiranga, Silves, Rio Preto da Eva, Vila de Lindoia, Novo Airão, Novo Céu, Novo Remanso, duas usinas no Castanho, Vila de Matupí, Manaquiri e Apuí.


Além disso, disse Gomes, o município de Santa Isabel do Rio Negro recebeu uma balsa com combustível suficiente para os meses de outubro e novembro “ resolvendo a única localidade que possuía dificuldade na logística do transporte”.


E, ainda, de acordo com o diretor, 75% dos clientes da Amazonas Energia não dependem da navegação fluvial para envio e recebimento de suprimentos para usinas termelétricas. “Nós temos a Região Metropolitana, Manaus, Manacapuru, Presidente Figueiredo, Iranduba, Parintins, Itacoatiara, que estão interligadas ao Sistema Integrado Nacional (SIN). Nós temos um gasoduto (Urucu-Coari-Manaus) que tem cinco usinas, sendo em Coari, Codajás, Anori, Anamã, Caapiranga, e o combustível não depende de transporte, a não ser pelo gasoduto”, informou Radyr.

Consumo recorde

De acordo com Radyr Gomes, na segunda-feira (9), foram identificados 2.200 focos de queimadas na região metropolitana de Manaus e isso gera um aquecimento maior e, portanto, consumo maior de energia elétrica. Com isso, a concessionária registrou, mais uma vez, consumo recorde, com 1.742 mega watts. “Estou há 36 na empresa e nunca presenciei uma situação como essa”, disse ele.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *