PRIMEIRA MÃO

Águas de Manaus não cumpre acordo feito na Câmara Municipal

Consumidor ainda não recebeu nenhum benefício na conta mensal de abastecimento de água (Foto: Divulgação)

Políticos querem distância de “sapato branco” e encaram dificuldade de ser oposição

A corrida dos parlamentares bolsonaristas em busca da sobrevivência

Academia Amazonense de Letras lança livros em Galeria de Arte

Funcionários de empresas terceirizadas cobram pagamento da Secretaria de Saúde

Instituto passa “pente fino” em estabelecimentos comerciais do interior do Estado

Governador corre pra ficar no cargo

Filho de prefeito entra na mira do Ministério Público

Orquestra de Violões faz homenagem a Roberto Carlos, nesta terça

Por Claudio Barboza e Solange Elias, com editorias do Único

Vereadores cobram a Águas de Manaus

Assinado em maio passado com estardalhaço, até hoje o Termo de Ajuste de Gestão (TAG) da empresa Águas de Manaus não entrou em vigor. Na semana que passou, vereadores foram à concessionária cobrar o cumprimento, mas saíram apenas com a promessa que no próximo dia 22 vai começar o estudo para ver como serão implementados os termos do TAG. O Termo prevê desconto de 25% na taxa de esgoto aos usuários existentes e tarifa zero para os consumidores que não possuem nenhuma etapa do serviço de esgotamento.

Políticos fogem do “sapato branco”

Políticos tradicionais brasileiros levam a sério a máxima de que “sapato branco e fazer oposição só cai bem nos outros”. E por isso assiste-se aos movimentos de inúmeros governadores num disfarçado apoio ao Governo Lula. Gladson Cameli, governador do Acre, é um desses. Bolsonarista desde criancinha, declarou que “Lula fez diferença para o sucesso da Expoacre”. O certo é que eles não usam “sapato branco”.

Incômodo dos parlamentares

Essa aproximação, mesmo que encoberta por uma discrição quase franciscana, incomoda aos parlamentares que se fizeram na onda bolsonarista. É o caso dos deputados estaduais Débora Menezes e Delegado Péricles, além do deputado federal Capitão Alberto Neto. Eles apostam, em projetos de “lacração” moralista, que invariavelmente ferem princípios constitucionais e são derrubados, mesmo que aprovados em plenário. Menezes e Péricles foram os que tiveram maior número de projetos em oposição ao segmento LGBT na Assembleia Legislativa.

Acadêmicas lançam livros

Nesta quarta-feira (16) às 19h, na Galeria de Arte do Instituto Cultural Brasil Estados Unidos, acontecerá o lançamento dos livros das acadêmicas Artemis Soares e Mazé Mourão, da Academia Amazonense de Letras. Os livros são: Uma Amazônia Transversal (Artemis Soares), Transculturalidade em Diálogo (Artemis Soares) e Testei Positivo (Mazé Mourão).

Funcionários cobram salários

Funcionários de empresas terceirizadas que prestam serviço no Hospital Geraldo da Rocha, na Colônia Antônio Aleixo disseram ao ÚNICO que a North Service Serviços Empresariais LTDA, que atua no apoio técnico, e as MKN Serviços Empresariais LTDA e AC Gestão Empresarial LTDA, “estão há meses” sem receber seus pagamentos, o que estaria se refletindo no pagamento salarial dos trabalhadores. O ÚNICO procurou a Secretaria de Saúde, mas após 10 dias de espera recebeu a informação de que o “ setor responsável ainda não deu resposta”.

Fiscalização no interior

O Instituto de Pesos e Medidas do Amazonas (Ipem-AM) vai visitar 29 municípios do interior, para fiscalizar supermercados, mercadinhos, feiras, postos de combustíveis, pontões (postos fluviais) e outros tipos de comércio para verificar os instrumentos de pesagem e medição que eles utilizam para vender ao consumidor final. As cidades estão localizadas nas calhas do Alto, Médio e Baixo Solimões; e Médio e Baixo Amazonas.

Denarium recorre ao TSE

O governador de Roraima, Antônio Denarium (PP), acusado de ter distribuído cestas básicas durante o período eleitoral de 2022, deve entrar nesta terça-feira (15) no Tribunal Superior Eleitoral com recurso para se manter no cargo. Ele foi cassado pelo TRE-RR. Enquanto isso, se mantém no cargo. Ele foi cassado por 4 votos a 3.

Redes sociais revelam trabalho do filho de prefeito

O Ministério Público de Anamã recebeu denúncia contra o filho do prefeito de Anamã, Deyvid Batalha Bastos, que é suspeito de ter recebido mais de R$ 115 mil sem trabalhar. O prefeito Chico do Belo nomeou o filho para o cargo comissionado de enfermeiro com salário bruto de R$ 3.716, mas as redes sociais do rapaz estão recheadas de viagens e estudos bem no horário do expediente.

Homenagem ao Rei

A Orquestra de Violões do Amazonas (Ovam) apresenta nesta terça-feira (15), às 20h, no Teatro Amazonas, o concerto “Emoções”. Trazendo os maiores sucessos do rei Roberto Carlos em novos arranjos, o tributo conta com a participação da cantora roraimense Sarah Almeida. A entrada é gratuita.

FALE CONOSCO

Solange Elias (EDITORA)
(92) 99105-7388

Guilherme Martins (TI/COMERCIAL)
(92) 98638-5707

CEO: Claudio Barboza
(92) 99116-1777


Compartilhe >
Facebook
Twitter
WhatsApp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *