Acadêmicos da Universidade Estadual de Roraima conhecem empresas da Zona Franca de Manaus

Estudantes conheceram o Centro de Bionegócios da Amazônia

Ação aconteceu no programa “Zona Franca de Portas Abertas”, da Suframa

Um grupo de 40 alunos do curso de Administração da Universidade Estadual de Roraima (UERR) cumpriu em Manaus, uma programação extensa de atividades cujos maiores destaques foram visitas a empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM) e ao Centro de Bionegócios da Amazônia. A ação ocorreu durante a semana como parte do programa “Zona Franca de Portas Abertas”, que é coordenado pela Suframa.

O professor Wladimir Cavalcanti, responsável pela comitiva da UERR,disse que o objetivo da vinda dos acadêmicos a Manaus foi possibilitar estímulos na descoberta de soluções e no desenvolvimento da criatividade, além de aproximar os estudantes da realidade dos segmentos empresarial e industrial de outro Estado, proporcionando experiências agregadoras de aprendizado ativo.

Estudantes conhecem força do mercado de Manaus

“O propósito maior é aperfeiçoar a prática profissional desses estudantes que estão se preparando para ingressar no mercado de trabalho. Sem dúvidas, foi uma excelente oportunidade para eles vivenciarem os ares do empreendedorismo e a realidade de um polo industrial e empresarial de grande pujança como o que existe aqui em Manaus”, afirmou Cavalcanti.

A programação começou com visita na Yamaha Motors da Amazônia, tradicional fabricante do Polo de Duas Rodas do PIM. Na empresa, o grupo assistiu a uma apresentação institucional e, na sequência, percorreu linhas de produção.

O grupo visitou a Amera, empresa pioneira na transformação de pneus descartados em pisos emborrachados ecológicos e sustentáveis. Além de assistirem a uma apresentação realizada pela diretora executiva da empresa, Sueli Cossuol, os estudantes também foram conduzidos ao galpão onde se dá todo o processo produtivo, assimilando informações sobre a coleta dos pneus descartados, a retirada do aço presente nos produtos, o processo de trituração e a posterior transformação em pisos e materiais feitos da borracha reciclada.

Conhecendo o CBA

A programação foi encerrada na parte da tarde com visita ao Centro de Bionegócios da Amazônia. A atividade foi iniciada com uma reunião no auditório, onde os acadêmicos receberam informações atualizadas sobre a estrutura do CBA e as suas principais atividades e desafios estratégicos visando ao aproveitamento de forma sustentável dos ativos da biodiversidade amazônica.
Ao final, visitaram também laboratórios e conheceram de forma mais prática as diversas atividades desempenhadas pelo Centro.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *