WhatsApp Image 2022-08-30 at 08.29.13
O Criador e a Criatura

Por: João Melo Farias

João Melo Farias Poeta e indigenista.

A arte do Rui

foto

Rui Machado, manauara, 67 anos (1.956) de idade, servidor público federal aposentado pelo Banco do Brasil, artista plástico autodidata desde menino, confrade de Anisio Melo, Moacir Andrade, Renato Araújo, Van Pereira, Auxiliadora Zuazo, monstros sagrados das artes plásticas Amazonenses, que teimam corajosamente, em pintar e fazer da Amazônia (dos povos indígenas e da verde floresta) o cartão postal de suas aquarelas.

Pintar o escambau poderia dizer, sem medo de errar, do Trabalho do Ruí, como uma forma eloquente de aquarelar o cotidiano das nossas aldeias indígenas e beiradões ribeirinhos.

Os traços da arte cabocla de Rui revelam a sua vida e espiritualidade comprometida com a vida dos amazônidas: a nossa vida.

Confesso que entender os traços pincelados de um anjo como Rui Machado, é visualizar um filho do Divino pintando nas folhas da planície amazônica uma parte da nossa história e do nosso futuro.

Tenho a alegria de conviver, no tempo presente, com este mito dos pincéis, (e muito vivo, graças a Deus), das espátulas e brochuras que colorem nossos olhares com a verve inspirada em nossa caboclitude.

RITOS, a Exposição que se inicia no dia 06 de julho, na Galeria de Artes do Instituto Cultural Brasil Estados Unidos, é um resumo da arte de Rui Machado, que bebe na cuia dos povos indígenas da Amazônia, a inspiração para suas telas.

Viva a arte do Rui!
Viva os tons do Machado,
Obras Divinas, filhas de sua criação!

João Melo Farias
Ixé Tupinambarana


Qual sua Opinião?

Confira Também