Prefeito de Borba nega qualquer desavença com a Secretária do Interior

Ele divulgou nota oficial sobre a saída da secretária da sua administração

Confira o que diz o prefeito

Em nota oficial, o prefeito do município de Borba, Simão Peixoto, divulgou nota oficial para explicar sobre a saída da Secretária Municipal do Interior, Elizabeth Maciel de Souza, da administração do município. Confira a nota oficial do prefeito:

Nota de Esclarecimento

O prefeito Simão Peixoto vem a público exaltar a grande contribuição de Elizabeth Maciel de Souza, como titular da Secretaria Municipal de Interior, para o desenvolvimento e progresso de Borba. O empenho e dedicação da servidora, que é suplente de vereador, foram fundamentais para o andamento das ações que tem feito a diferença na vida dos moradores de Borba. Qualquer informação contrária, é fruto de uma clara tentativa política de indispor o prefeito com uma grande gestora pública.
Simão Peixoto jamais praticou violência política de gênero. Ele foi reeleito em 2020 pela coligação “De Novo Com o Povo Para o Trabalho Continuar”. O PP (Partido Progressistas), no qual Elizabeth Maciel era filiada na época, integrava essa composição. Ao longo desses três anos de gestão, tem estimulado e valorizado seus aliados, independente de gênero ou posicionamentos pessoais, como forma de reconhecer o apoio recebido na campanha e na administração de Borba. Dentre esses aliados, destacava-se Elizabeth Maciel, também conhecida como Betinha.
Por motivo alheio a vontade de Simão Peixoto, foi tornado sem efeito o decreto de exoneração de Elizabeth Maciel de Souza. A situação já foi corrigida e a servidora está desincompatibilizada de suas funções públicas.


Nenhum comentário

  1. O ministério público está do lado do povo Brasileiro em especial os mais de 60% da população do Amazonas que vivi abaixo da linha de pobreza, principalmente os produtores que desenvolve suas atividades Agrícolas fará das áreas de várzea, com a correção do só e possível trabalhar na mesma área sem a necessidade de realizar novos desmatamentos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *