fbpx
16 de outubro de 2021
Ingrid-Mendonca-1

Coluna:

Por: Ingrid Mendonça

Ativista da Inclusão! Presidente Licenciada da Associação dos Deficientes Visuais do Amazonas, Pré-Candidata a Vereadora de Manaus

21 de Setembro

Ingrid Mendonça

Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência

Ingrid Mendonça

Essa foi a data instituída por movimentos sociais, em 1982, e oficializada pela Lei Nº 11.133, de 14 de julho de 2005.
A data que coincide com o Dia da Árvore, fala do nascimento, das reivindicações, da igualdade de acesso e condições.

Mas hoje, gostaria de falar da necessidade que ainda temos de fortalecer as raízes dessa árvore, de respirar o oxigênio de atitudes inclusivas. De comer dos frutos que ainda sonhamos brotar da luta pela sobrevivência plena!

É assustador que nesse dia que deveria ser festivo, as pessoas com deficiência não tenham tantas razões para celebrar.
Naquela que deveria ser nossa Comissão de Constituição e Justiça federal, está a ameaça de desobrigar os gestores a cumprir as leis de acessibilidade. Direito tão recente conquistado e ante tanta luta.

No estado do Amazonas não temos mais secretaria da pessoa com deficiência. Um pequeno núcleo serve a fins que não chegam até nossas necessidades básicas. Em um estado com maioria de suas rotas internas feitas por via fluvial, temos uma carteirinha de transporte com gastos que superam sua utilidade, servindo somente à transporte rodoviário. Temos Parlamentares que parecem desconhecer a existência da Lei 241 de 2015 e a todo instante “criam” mecanismos que mais parecem percalços aos poucos direitos que acessamos por aqui.

No âmbito municipal estamos no aguardo do cumprimento de um pacto da gestão para a criação de uma secretaria que nos dê voz. Eu estava lá, sentada ao lado do atual prefeito de Manaus. Faltavam quinze dias para a eleição, como ativista da causa, recebendo e acreditando naquele compromisso. Ainda estou no aguardo desse cumprimento junto a um quarto da nossa população!

Parece um retrato triste e sem perspectivas quando olhamos assim, mas para quem respira essa luta, sabe que as estações mudam as características da árvore, que há tempos difíceis, mas o caminho das conquistas é a resistência aos fortes ventos, ao calor do sol ou qualquer outra adiversidade até colher seus frutos!
É por isso que minha mensagem para hoje é que não há espaço em nós para retrocessos! Que nossas metas sigam para além das lutas individuais e estou certa de que as maiores conquistas serão aquelas que podermos compartilhar!
Essa é a minha luta!
E eu te convido a acreditar!

Ingrid Mendonça é ativista de inclusão

Qual sua Opinião?

Confira Também